PUBLICIDADE

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Presidente do movimento LGBT Xingu é agredido e quase linchado em Porto de Moz

Na esquerda Huberto Vitima na direita LUAN BENAION, conhecido por DUDU acusado. 

Em seu relato, Huberto diz que se encontrava em um bar, e em dado momento começou a ser agredido verbalmente por LUAN BENAION, conhecido por DUDU, que deferiu um forte golpe de garrafa na sua cabeça, em seguida ouve uma tentativa de linchamento, influenciada pelo próprio agressor, e seus acompanhantes, cerca de 8 pessoas. Logo após a agressão fui socorrido por um amigo e levado as presas para o Hospital Municipal.
A vítima afirma que não entende o motivo pela qual foi agredido. “A violência contra gays é alarmante no Brasil. A gente acha que nunca vai passar por isto, e desta vez a própria vítima fui eu, desabafou o presidente da entidade.
Humberth Lexter explicou ainda, que após ser levado para o hospital do município, os procedimentos não foram feitos, principalmente o exame de corpo de delito, pois não havia medico, e tão pouco o pedido de corpo delito pela delegacia, pois o local se encontrava fechado, e com o cadeado no portão.
“Apenas um funcionário da SUSIPE estava no prédio, e informou que atendimento só pela manhã, depois das 10 horas, com a chegada do escrivão, disse.
A denúncia foi protocolada na secretaria de Justiça e direitos humanos (SEJUDH) através do GLOS (GERENCIA PELA LIVRE ORIENTAÇÃO SEXUAL) e na ABGLT (Associação Brasileira de Gays e Lésbicas).
As entidades de direitos humanos e lgbts já foram acionadas, SEJUDH, através do GLOS e ABGLT, (associação brasileira de gays e lésbicas).
Tentamos contato com o DPC responsável pela delegacia local, e não obtivemos êxito. Procuramos também informações com a direção do hospital que não quis se manifestar sobre o caso.

MELHORES DO ANO DO OS DONOS DA BOLA