quarta-feira, 4 de novembro de 2020

Candidato à presidência do Paysandu, Antonio Maciel, morre de covid-19

 


O dia do encerramento do prazo de inscrições de novas chapas para concorrer ao cargo máximo da administração do Paysandu terminou de forma melancólica. Um dos candidatos declarados à presidência do clube, Antônio Maciel, morreu aos 58 anos vítima da covid-19.

Maciel era advogado e estava internado há cerca de uma semana na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) de um hospital particular da capital paraense.

Ele liderava o grupo intitulado "Reconstruir com Transparência", que chegou a pedir o adiamento do prazo de inscrições de chapas por acreditar na vitória sobre a doença. Nesta noite, porém, teve de se manifestar oficialmente em luto nas redes sociais:

Uma reunião da Assembleia Geral do Paysandu já estava prevista pra ocorrer nesta quarta-feira (4) sobre o pedido de adiamento. Não se sabe se a chapa vai seguir no pleito com uma nova formatação ou se desistirá das eleições.

Em nota, o Papão se manifestou com pesar.


"O Paysandu Sport Club lamenta profundamente o falecimento do ex-presidente da Assembleia Geral, Antônio Aido Maciel, que ocorreu no fim da noite da última terça-feira (3), em Belém, após complicações causadas pela Covid-19. A instituição declara luto oficial de três dias.

Profissional do ramo da advocacia, Antônio Maciel começou a prestar serviços ao clube em 2000, na área jurídica. Ele nasceu no município de Tomé-Açu, região nordeste do Pará, e tinha 58 anos de idade.

O Paysandu Sport Club se solidariza com seus familiares e amigos."